Casa de las Cabezas de Córdoba

Casa de las Cabezas de Córdoba

A melhor forma de conhecer o lado mais medieval de Córdoba é visita a Casa de las Cabezas, que foi o lar de judeus e muçulmanos durante a Idade Média. Conheça seus pátios e descubra o preço, horário de visita e mais.

Reflexo da Idade Média

Visitar a Casa de las Cabezas é fazer uma viagem no tempo ao lado mais medieval de Córdoba. Essa antiga residência abriga vestígios romanos, judeus e árabes que refletem a importância histórica de um dos edifícios com mais encanto da cidade.

No porão da Casa de las Cabezas, podemos ver os estábulos, as ferramentas do gado e inclusive uma piscina da época romana. Acredita-se que, séculos depois, os judeus que moraram nessa casa usaram essa pequena piscina como banheira para realizar o ritual da purificação, o que estava contra os estritos valores da época.

No final do século XV, a notícia de que a Casa de las Cabezas pudesse estar sendo usada como sinagoga se espalhou como rastro de pólvora por Córdoba e chegou aos ouvidos da Inquisição, que proclamou o maior auto de fé da história e ordenou que mais de cem judeus que frequentavam essa casa fossem queimados na fogueira.

Seguindo o traço original da casa chegamos a diferentes cômodos. A sala, o escritório, a cozinha e os dormitórios estão decorados no mais puro estilo medieval para refletir o estilo de vida próprio de Córdoba na Idade Média.

O melhor da Casa de las Cabezas são seus quatro pátios lendários e o famoso “callejón de los siete arquillos”, cenário de uma das histórias mais difundidas de Córdoba.

A lenda dos sete infantes de Lara

No século X, o chanceler Almanzor manteve preso nessa casa Gonzalo Gustioz, pai das sete Crianças de Lara. Esses irmãos ousaram enfrentar outra família de nobres que lhes enviaram a uma emboscada ante as tropas muçulmanas, onde foram assassinados e decapitados.

Segundo a lenda, as cabeças das crianças foram enviadas a Córdoba e suspensas nos sete arcos do beco mourisco da Casa de las Cabezas. Aqui, Gonzalo Gustioz teve que contemplar com dor as cabeças decapitadas de seus sete filhos.

Horário

Todos os dias, das 10:00 às 20:00 horas.

Preço

Adultos: 5€
Menores de 10 anos: entrada gratuita

Transporte

Ônibus: linhas 1, 3, 7 e 12.